Guia de Retrofit de Eficiência Energética

São tantas as opções de redução de desperdicio que o retrofit deve comerçar organizado para uma boa avaliação. Seguem as nossas recomendações:

1) Medir e levantar o cenário atual. Quantidade, potência e tempo de uso de cada dispositivo na sua rede elétrica. É importante saber qual o horário de uso também.

2) Prepare-se para implantar um série de pequenas medidas. Não existe uma solução mágica que corte 100% da despesas. Mas serão várias médidas que juntas vão gerar grande economia.

3) Fotografe as lâmpadas e outros dispositivos nas suas etiquetas de potência. Os especialistas só precisam de uma foto para reconhecer os itens. E lembre-se de fotografar lampadas sempre desligadas.

4) Juntes as últimas contas de luz típicas. Meses de férias coletivas podem gerar distorção na decisão.

5) Elabore uma planilha como a do nosso exemplo.

6) Entre em contato com empresas de eficiência energética. É um equivoco procurar o vendedor de LED, AR CONDICIONADO e AQUECIMENTO. Ele está compremetido em vender produtos e não em reduzir sua conta. Estamos a disposição.

7) Considere que soluções de automação podem economizar muito sem a troca de dispositivos. Existem soluções muito além do sensor de presença.

8) Se você não tiver recursos para realizar todo o retrofit de uma vez, considere um financiamento que permita pagar o retrofit com a economia gerada. Podemos simular isso para você.

9) Muita quebradeira é evitada se o dispositivo novo é do mesmo tamanho do anterior. A instalação fica mais barata. Exemplo: alguns casos uma luminária sob medida é mais barata se evitar a pintura do teto.

10) Prepare-se para abordagens novas. Hoje já é possível gerar energia em um endereço e consumir em outro. Também é possível estocar créditos de energia solar e usá-los para abater de sua conta de luz até 60 meses depois de gerados.

11) Demora no máximo 30 dias para saber o efeito de uma medida. Afinal a conta vem todo mês. Acompanhamento é fundamental.

 

Exemplos

Numa empresa do interior de SP após estudo o horário de banho dos operarios foi alterado 30 minutos para ficar fora do horário de pico.

Em um escritório de São Paulo foi trocada a iluminação por LED e implantado um sistema de automação que desligava o ar condicionado caso os funcionarios esquececem o sistema ligado. Economia de 30%.

A sede do Green Peace em São Paulo não paga conta de luz há muito tempo. Ele geram toda energia no telhado e são autosuficientes. A nova norma 687 permite isso.

Na filial de uma multinacional os servidores requeriam ar condicionado 24h. Mas por segurança ninguém podia acessar os sistemas de noite. Ou seja, os servidores e o ar ligados por nada. Um software novo permitiu controlar os servidores e o ar condicionado.